Leitura para crianças: um caminho (divertido!) para o desenvolvimento infantil

leitura para crianças

Você foi uma criança leitora? 

Na verdade, já sabemos a resposta para essa pergunta.

Afinal, se está lendo esse texto então, é bem provável que sim! Você provavelmente foi incentivada desde cedo a formar um hábito de leitura, e deve ter muitas lembranças de ler coisas na escola e de escrever textos nas aulas.

Você quando criança, provavelmente

Especialmente, deve recordar com carinho de ver seus pais ou cuidadores lendo bastante, e de dividir muitos momentos de leitura com eles. Afinal, ainda que vários fatores influenciem o gosto pela leitura (muitos mais do que caberia em um post de blog!), podemos afirmar com bastante convicção que talvez o principal seja a influência dos pais ou tutores

E este texto está aqui para mostrar isso!

Se você foi uma criança leitora, então podemos afirmar com bastante certeza que é muito provável que seus pais fossem leitores (ávidos) também. E, se é pai ou cuidador hoje em dia, então se grude nessas dicas e fomente o gosto pela leitura nos seus pequenos também, assim como fizeram com você quando criança.

O papel dos pais na leitura para crianças

É comum achar que o hábito de leitura nas crianças é algo de responsabilidade da escola. Afinal, aulas de português e literatura são também para criação e consumo de histórias literárias. Mas, desenvolver o gosto pela leitura é uma tarefa que somente se fortalece na escola – ela começa em casa

O hábito da leitura sendo formado em casa

Ainda que os profissionais de educação infantil desempenhem um papel crucial na consolidação do gosto pela leitura, criando uma ponte entre esse hábito e as competências que a criança precisa desenvolver para navegar bem no mundo, sem a base leitora desenvolvida em casa até mesmo a melhor professora do mundo terá dificuldades.

Por mais estimulante e acolhedor à leitura que for o ambiente escolar, com materiais e dinâmicas adequados à faixa etária das crianças, sem a predisposição criada em casa… todos esses recursos são em vão!

É por isso que os pais desempenham um papel tão importante em moldar o interesse pela leitura nos pequenos. Com um ambiente doméstico que favorece a leitura desde cedo, as crianças chegam muito mais preparadas para formalizar esse hábito, focalizando-o para o desenvolvimento de várias habilidades. Expandir o vocabulário, criar histórias e pensar de forma criativa são só alguns exemplos delas. 

Por onde começar para incentivar a leitura para crianças?

Agora que ficou claro como o papel do tutor no desenvolvimento do gosto pela leitura é central, a pergunta que fica é: como então o pai, mãe ou cuidador pode melhor desempenhar essa função na prática

O tutor é responsável por guiar a criança pelo universo mágico da leitura

Para início de conversa, um dos melhores jeitos de desenvolver o gosto pela leitura na criança é ler na presença dela. As crianças aprendem em grande parte pela imitação e quando veem os pais envolvidos na leitura, sentem-se motivadas a fazer o mesmo, de forma natural.

E isso é ainda mais verdade quando elas veem os pais tendo prazer na leitura. Assim, elas percebem que a leitura não é só uma atividade que traz informação e conhecimento, mas que pode sim ser uma grande fonte de satisfação deixar-se envolver com uma história. Dessa forma, as crianças naturalmente se interessam ainda mais em buscar mais e mais histórias. 

O exemplo dos pais é uma poderosa influência na formação dos hábitos dos filhos no geral e isso é especialmente verdade para os que têm a ver com ler.

E, se ela tiver livros à disposição pela casa… o palco está montado! Sem nem mais precisar da tutoria ou curadoria dos pais ou professores, você passará a ver a criança, autônoma e pró-ativamente, a buscar a leitura pela leitura. E nem precisam ser livros propriamente ditos, revistas ou mesmo gibis já são uma excelente porta de entrada nesse universo.

Mas, além de dar o exemplo, melhor ainda é contar histórias – e desde cedo. Ler antes de dormir (ou mesmo em qualquer momento do dia), conversar sobre histórias e, como vimos, principalmente dar o exemplo através da própria leitura, são algumas das iniciativas mais importantes que um tutor pode tomar nesse sentido.

Crianças leitoras tem maior capacidade de foco e desenvolvem seu pensamento crítico e criativo mais facilmente.

3 maneiras de estimular a leitura para crianças

Separamos aqui embaixo algumas dicas específicas de dinâmicas e atividades para consolidar o gosto pela leitura nas crianças. Anote e experimente:

1️⃣ O bom e velho dicionário!

Dicionários são grandes aliados para expandir o vocabulário, além de ser uma ótima pedida para, claro, aprender significados.

Que tal estimular uma “corrida” pra ver quem acha a palavra primeiro? Além de ser divertido, faz com que a criança aprenda na prática a entender a “ordem alfabética” que as palavras estão colocadas no dicionário.

2️⃣ De leitor para… escritor

Estar na posição de quem cria histórias pode ser um grande incentivo para gostar de consumir histórias.

Use e abuse da criatividade para facilitar a criação literária: por exemplo, mude um personagem ou um evento significativo de uma história clássica, e desenvolva, junto com a criança, como ela ficaria a partir dessa mudança!

3️⃣ Criar histórias malucas

Um dos principais fatores que desincentivam as crianças a formar um hábito de leitura ou escrita é a pressão para ler ou escrever bem. Por isso, inventar e experenciar histórias malucasque não tem muito método na sua criação nem pretensão de arrebatar multidões ou ganhar prêmios de qualquer tipo – pode ser uma das melhores formas de aliviar essa pressão nos pequenos.

Experimente, por exemplo, abrir um livro em uma página aleatória e selecionar uma palavra qualquer dessa página: essa será a temática da história fantástica que vocês deverão criar agora!

Você sabia que existe um jogo para criar histórias malucas?

Ele ajuda a desenvolver muitas habilidades, como a capacidade imaginativa; o pensamento lateral, a capacidade de improvisação; senso de colaboração; além de, claro, ajudar a leitura e interpretação. É o Criaventura.

Crie histórias malucas (como essa aí embaixo) usando o Criaventura e desenvolva habilidades cognitivas e emocionais para a vida!

Tutor, invista na promoção da leitura, pois ela é um caminho valioso para o crescimento do vocabulário infantil e o despertar de uma paixão pelos livros que acompanhará as crianças ao longo de suas vidas.

Vamos, juntos, abrir as portas para um mundo de conhecimento e imaginação através da leitura?

Um abraço!
Equipe IMAGINE-ME

Fonte:
https://monografias.brasilescola.uol.com.br/pedagogia/a-importancia-leitura-infantil-para-desenvolvimento-crianca.htm

Bloqueio criativo nas crianças: 4 dicas para lidar!

bloqueio criativo

A infância é um período muito importante para o desenvolvimento da nossa criatividade. Incentivar o desenvolvimento desde os primeiros anos de vida é parte de um crescimento saudável e capaz de proporcionar vários benefícios no futuro, contribuindo até mesmo para o sucesso na vida acadêmica e profissional de cada um. Ao mesmo tempo, um bloqueio criativo pode gerar frustração e até mesmo traumas que podem acompanhar a criança durante a sua vida inteira.

Jean Piaget, psicólogo conhecido por seu trabalho em desenvolvimento infantil durante o século 20, certa vez disse: “A infância é o tempo de maior criatividade na vida de um ser humano.”. Por isso é necessário que se incentive e exercite a criatividade e a imaginação desde cedo! Tanto na família quanto no ambiente escolar, a criatividade pode tanto ser amplificada quanto tolhida. 

Assim, precisamos valorizar e incentivar a expressão criativa das crianças!

Mas e quando a criança fica sem ideias?

Será que elas conseguem identificar isso?
Ou elas apenas ficam irritadas e não sabem o porquê?

crianças com bloqueio criativo
……………………………..

Sabe aquelas conexões que só as crianças são capazes de fazer? Elas são Reflexo da imaginação e criatividade a mil dos pequenos! Acontece que os bloqueios mentais impedem esse fluxo criativo – e aí vem aquele ‘branco’, aquela falta de ideias e um momento onde elas não sabem bem o que está acontencendo mas ‘nenhuma ideia vem!‘ (quem nunca ouviu isso? heheh).

O mais importante é reconhecer esse sentimento para entender e fazer algo a respeito.

Mas o que posso fazer com relação a esse bloqueio criativo?

Aqui mesmo no nosso blog já demos dicas de como estimular a criatividade infantil e também dicas de como ter uma rotina criativa com as crianças. É importante conversar com a criança para saber como ela está se sentindo quando estiver sem ideias ou num bloqueio criativo. Não faça tempestade em copo d’água: faça alguns exercícios diferentes da rotina e mãos à obra!

É necessário, além de deixar o pensamento da criança fluir de maneira solta, incentivar através de exercícios ou atividades benéficas para o desenvolvimento da criatividade:

1

Atividades onde cada um escolhe um animal e tem que pensar: “como meu animal reagiria a x situação?”

Crie concursos de coisas inimagináveis, como “qual a frase mais longa” ou ainda “qual o nome de animal mais comprido que você consegue criar?“. Ou ainda pode usar o Cria+: Desafio para ficar mais instigante o concurso! 😄

2

3

Desenhe qualquer coisa a partir de uma combinação de 3 palavras aleatórias! Ou ainda, utilize o Imagine-me para ajudar a desbloquear as ideias

4

Não faça nada!

Criar um espaço vazio na cabeça e na rotina é fundamental para a criação de novas ideias.

bloqueio criativo o que fazer
Com licença, estou fazendo nada, obrigado.

E aí, já aconteceu um momento desse com seus filhos ou seus alunos?
Como foi que você conseguiu lidar?
Escreva para nós nos comentários como você lidou com essa situação 👇

Enquanto você vai pensando, dê uma olhada nos jogos educativos que recomendamos aí em cima. O Combo Imagine-me e o Cria+: Desafio são excelentes recursos para desinibição criativa, especialmente em crianças! 

Que a criatividade flua!
EQUIPE IMAGINE-ME

Fontes: Canal Big Bag, Ih Criei, Domestika, Guia do Futuro, Gazeta do Povo, Boxkids e Viver de blog.