Inteligência Artificial e educação: o caso do ChatGPT

O ChatGPT está causando um burburinho por aí… e você provavelmente já tenha ouvido falar. É uma inteligência artificial de uso livre, que simula conversas em um nível tão realista que parece que você está falando com uma pessoa de verdade. Ela tem demonstrado muito potencial, mas, ao mesmo tempo, tem gerado também muita polêmica e preocupação! Nesse texto (que, garantimos, não foi escrito pelo ChatGPT) a gente te conta tudo sobre essa novidade que tem feito bocas caírem ao redor do mundo!

inteligência artificial
Nossa relação com a Inteligência Artificial ainda é um campo muito incerto

Uma inteligência artifical de criação de textos

O ChatGPT foi criado pela OpenAI – uma fundação independente de pesquisa em inteligência artificial co-fundada por Elon Musk em 2015. Lançado em novembro de 2022, ele é um sistema treinado para interagir com os usuários em forma de diálogo, e é capaz de criar respostas muito parecidas às respostas humanas. O sistema consegue criar respostas para uma gama de perguntas e prompts de escrita e os usuários podem ainda solicitar reformulações dos textos produzidos.


Inteligência Artificial?

Em termos mais simples, IA (Inteligência Artificial) refere-se a sistemas ou máquinas que mimetizam a inteligência humana para executar tarefas e podem se aprimorar iterativamente com base nas informações que eles coletam.

Fonte: Oracle
  ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

A ferramenta ainda está em fase de testes, mas traz respostas para inúmeras perguntas. Além de já ser um feito e tanto por possibilitar a criação de conteúdo por parte de um robô, o ChatGPT surpreende também por escrever de uma forma muito parecida com a dos humanos. Tanto que está gerando polêmica ao redor do mundo.

A polêmica do uso da Inteligência Artficial na educação

Um exemplo é a cidade de Nova York. Com receio de que os alunos comecem a usá-lo para colar ou escrever suas tarefas e redações com ele, a cidade proibiu o uso da ferramenta em todos os dispositivos e redes nas escolas públicas. A preocupação em torno do ChatGPT é que a ferramenta encoraje os alunos a plagiar, sem desenvolver as principais habilidades de pensamento crítico e resolução de problemas, importantes para o desenvolvimento acadêmico e de vida.

robô inteligência artificial aprendizado
Estaríamos nos encaminhando para um futuro de alunos robotizados pelo uso de sistemas de Inteligência Artificial?

Aqui na Imagine-me, acreditamos que o ChatGPT pode ser um ótimo aliado para a educação, principalmente na área das artes e ludicidade. Criar cenários, desenvolver o começo de histórias prontas para serem completadas.. Também pode ser o ponto de partida para algum bloqueio de criatividade, quem sabe? 

Por isso, acreditamos que devemos enxergá-lo não como um inimigo, mas como uma ferramenta que pode auxiliar a entender como formular perguntas corretamente, ou como ‘tal coisa’ poderia ser criada. Mas, não devemos (pelo menos não AINDA) considerar que as respostas e o uso do ChatGPT seja fonte confiável de conteúdo para elaboração de trabalhos ou redações. Há a possibilidade de expandir as habilidades dos alunos, mas esse é exatamente o desafio com essa nova ferramenta. 

Testando a criatividade da Inteligência Artificial

E, é claro, não pudemos ficar de fora! Fizemos um teste e jogamos uma rodada do Criaventura, nosso jogo de criar histórias, junto do ChatGPT. Foi assim: sorteamos 4 cartas do jogo (“vulcão”, “balão”, “ninja” e “partir”) e solicitamos que o robô criasse uma história usando esses elementos!

O resultado da interação (surpreeendente) você vê aqui embaixo:

Imagine-me:
Crie uma história usando os elementos “vulcão”, “ninja”, “balão” e “partir”

ChatGPT:
“Havia um vulcão ativo no Japão, chamado o Monte Fumaça. Um ninja chamado Hiro era o único que ousava se aventurar perto dele, pois ele sabia que havia riquezas escondidas dentro da montanha.
Ele planejou partir em busca delas usando um balão. Ele preparou seu balão e seu equipamento e partiu na manhã seguinte. Quando ele chegou ao topo do vulcão, ele desceu com suas cordas e encontrou uma câmara de tesouro cheia de ouro e jóias.
Mas, enquanto ele estava coletando seus tesouros, o vulcão começou a entrar em erupção. Hiro teve que agir rapidamente para subir de volta ao seu balão e partir antes que fosse engolido pelo vulcão.
Ele conseguiu escapar e viver para contar a história de sua aventura perigosa e recompensadora.”

Inteligência Artificial ChatGpt
E o mais legal é que dá pra fazer quantas variações você quiser. Aqui uma outra história, criada pelo ChatGPT a partir dos mesmos 4 elementos.

Curioso(a) para testar você também? Converse com o ChatGPT neste link (basta criar uma conta e está liberado :D)

Aproveite e garanta já um Criaventura
para criar histórias junto do ChatGPT

Vamos ficar de olho nos próximos passos e próximas novidades, mas podemos ter a certeza de que esses elementos da tecnologia que nos ‘aproximam do futuro’ vieram para ficar e devemos pensar em como melhor utiliza-los como ferramentas, principalmente na educação!

Boas conversas com o ChatGPT!
EQUIPE IMAGINE-ME

Gostou do texto? Então você precisa conhecer estes recursos criativos!

2 thoughts on “Inteligência Artificial e educação: o caso do ChatGPT

Comments are closed.