Livros sobre criatividade para quem quer desenvolver crianças criativas!

Criar crianças criativas e inovadoras é um grande desafio! Mas é possível, e desde muito cedo. Quando os pequenos vivem em ambientes criativos em que os adultos que estimulam a imaginação, desenvolver-se de forma criativa se torna muito mais fácil.

Mas por onde começar?

Transformar uma rotina corrida e praticamente sem tempo em dias criativos é um desafio que muitas vezes parece impossível… Mas sabe o que pode te ajudar neste processo? Consumir mais conteúdos sobre o tema!

Ler sobre criatividade, ouvir podcasts, assistir filmes e vídeos que abordam a vida criativa pode te ajudar a entender como adicionar uma boa dose de imaginação para o seu dia a dia.

Para lhe auxiliar nisso, selecionamos alguns livros que falam sobre a criatividade no desenvolvimento das crianças. Você pode aproveitar as dicas abaixo e adicioná-las na sua lista de leituras!

Imaginação e criatividade na infância

Esta é uma das principais obras de L. S. Vigotski, tendo sido editada pela primeira vez em 1930. Nela, Vigotski aborda o desenvolvimento e a natureza da imaginação artística nas crianças a partir dos conhecimentos científicos da sua época, mas com intuições que permitiram que continue a ser uma referência para a psicologia contemporânea

Grande magia: vida criativa sem medo

Ao compartilhar histórias da própria vida, de amigos e das pessoas que sempre a inspiraram, Elizabeth Gilbert reflete sobre o que significa vida criativa. Segundo ela, ser criativo não é apenas se dedicar profissional ou exclusivamente às artes: uma vida criativa é aquela motivada pela curiosidade. Uma vida sem medo, um ato de coragem. 

Cérebro adolescente

Nesse livro, o autor Daniel J. Siegel, mostra aos pais, profissionais da educação e do comportamento como transformar um dos períodos de desenvolvimento mais difíceis da vida em uma experiência gratificante e transformadora. Entre as idades de 12 e 24 anos, o cérebro muda em aspectos importantes e muitas vezes enlouquecedores.

O caminho do artista

O caminho do artista reúne uma série de exercícios, reflexões e ferramentas para ajudar você a despertar sua criatividade, recuperar a autoconfiança e se livrar dos bloqueios criativos. Organizadas num programa de 12 semanas, essas técnicas vão guiá-lo por uma viagem de autodescoberta, ajudando-o a enfrentar seus medos, crenças e inseguranças – os maiores obstáculos para quem deseja expressar qualquer forma de arte.

Leia também:
O TÉDIO X CRIATIVIDADE INFANTIL

Como O Cérebro Cria

Unindo arte, ciência e cotidiano, neurocientista e compositor exploram origens e processos por trás da inovação em um livro que deu origem a série de mesmo nome disponível na Netflix. O que guarda-chuvas, sinfonias, viagens espaciais, estádios de futebol, os quadros de Picasso e o calendário têm em comum? Todos foram concebidos, desenvolvidos e aperfeiçoados pelo poder da criatividade humana.

A vida é o que você faz dela

Inspiração e perspectiva para quem produz arte (ou qualquer outra coisa). Da mente inquieta do designer Adam J. Kurtz vem um chamado para todos os que passam pelos desafios do processo criativo. A partir de uma série de miniensaios manuscritos, este livro oferece toda a sabedoria e empatia de Adam Kurtz, em uma conversa de artista para artista.

Criatividade na escola

Esse livro mostra estudos de pesquisas nacionais e internacionais realizadas na Espanha, no Brasil e em Portugal.É sobre a influência das aulas criativas no processo de desenvolvimento dos talentos das crianças, inclusive as de altas habilidades. Apresenta um conjunto de propostas para promover a criatividade em escolas e em outras instituições de ensino.

Segundo o livro, hoje em dia a criatividade não é muito estimulada, por isso, professores e pedagogos devem usar medidas educativas que instiguem os alunos a desenvolver sua criatividade.

A coragem de ser imperfeito

Como aceitar a própria vulnerabilidade, vencer a vergonha e ousar ser quem você é. Brené Brown ousou tocar em assuntos que costumam ser evitados por causarem grande desconforto. Viver é experimentar incertezas, riscos e se expor emocionalmente. Mas isso não precisa ser ruim. Como mostra Brené Brown, a vulnerabilidade não é uma medida de fraqueza, mas a melhor definição de coragem.

Quando fugimos de emoções como medo, mágoa e decepção, também nos fechamos para o amor, a aceitação e a criatividade. Por isso, as pessoas que se defendem a todo custo do erro e do fracasso acabam se frustrando e se distanciando das experiências marcantes que dão significado à vida.

As dicas acima podem ser utilizadas por pais, professores, profissionais que lidam com o desenvolvimento de crianças ou até mesmo por quem se interessa em viver em um mundo mais criativo!

Quando consumimos mais conteúdos sobre criatividade, passamos a ver novas maneiras de imaginar e construir realidades leves, divertidas e inovadoras.