Por que as crianças criativas serão os líderes do futuro

dúvida

Imagine que você está aspirando sua casa com pressa porque tem amigos chegando. Você está trabalhando duro, mas não está conseguindo limpar a casa. Você se ajoelha, abre o aspirador e retira o saco. Em uma nuvem de poeira, você percebe que está voltando à estaca zero. Tossindo, você o esvazia e se pergunta por que ainda existem aspiradores com saco!!!!!!!

Limpeza doméstica definitivamente não é para os fracos!

James Dyson, inventor e fundador dos aspiradores Dyson®, teve exatamente o mesmo problema. Mas, ele usou a solução criativa de problemas para encontrar a resposta. Enquanto muitas empresas se esforçavam para desenvolver um filtro de aspirador melhor, ele percebeu que precisava pensar de forma diferente e encontrar uma solução mais criativa. Então, ele desenvolveu uma maneira revolucionária de separar a sujeira do ar e inventou o primeiro aspirador sem saco do mundo.

Tcharããããmmm!!!! Criador (James Dyson) e criatura (aspirador de pó sem saco!).

A solução criativa de problemas é uma maneira de resolver problemas ou identificar oportunidades quando o pensamento convencional falha. Ela lhe incentiva a buscar soluções inovadoras, para que você possa formular um plano para superar obstáculos e alcançar seus objetivos.

Criatividade é a capacidade de possuir ideias originais. Sendo assim, você pode pensar de novas maneiras e resolver problemas de maneiras não convencionais se destacando em um mundo cada vez mais competitivo.

Vai muito além da inteligência espacial ou matemática – que é aquela de quem é mestre no xadrez.

Pequenas tomadas decisões na infância, grandes conquistas na fase adulta

Durante a infância, a criatividade possui um papel muito importante, pois é o momento em que a criança pode experimentar tomar as suas próprias decisões. Afinal, no decorrer do dia-a-dia da criança surgem dezenas de perguntas:

O que tem dentro desta caixa?

Como posso entrar nisso?

A que distância posso jogar essa bola?

Como posso fazer com que esses pedaços de papel grudem naquele pedaço de papel?

e muitas outras mais!

A criatividade é a chave para encontrar as respostas para essas perguntas.

Esse processo acontece ao longo de todo o processo de desenvolvimento e crescimento da criança, e envolve muita experimentação. A criança testa suas habilidades cognitivas e motoras ao experimentar como suas ações afetam seu ambiente. Assim, pensando e agindo de acordo com seus pensamentos autônomos.

Nós mesmos já falamos um pouco sobre a Autonomia infantil e respeito ao desenvolvimento das crianças e a importância de dar espaço para eles desbravarem suas próprias vontades e enfrentarem suas escolhas. Confira aqui

É importante que, nesses momentos –mesmo que sejam um pouco tensos para quem observa! – deixe-se a criança participar da tomada de decisões de forma bastante autônoma. De acordo com as pesquisadoras em pediatria Montse Esquerda Aresté e Cristina Nolla isso é inclusive essencial para o correto desenvolvimento da maturidade e das demais competências da criança.

Sabe aquele fator que acompanha a tomada de decisões em toda a nossa vida?

Sim, estamos falando do emocional.

Afinal, numa tomada de decisão, ele pode fazer com que uma ideia se transforme completamente!

Apesar de um pouco simplista, essa imagem comunica muito bem como a razão e emoção se complementam no nosso pensar!

Conforme Zuleyvic Adriana Cuícas, razão e emoção não podem ser separadas. A psicóloga afirma que “(…) aprender a administrar as emoções é fundamental para ensinar seus filhos a tomar decisões mais assertivas.”.

Ou seja, a criatividade está presente ao longo do grande ciclo que vivemos, aquele de experimentar tomar as nossas próprias decisões, consequentemente construir um grande repertório de vivências e seguir em busca de decisões assertivas no futuro. A criatividade nos faz experimentar todas as etapas que envolvem a tomada de decisões.

O mercado de trabalho futuro espera que as crianças de hoje resolvam problemas que sequer existem. Trabalhar o emocional desde cedo fará com que elas estejam muito mais preparadas para este desafio.

Falou em trabalhar o emocional, pensou no jogo criativo Imagine-me DOIS

É aí que entra a criatividade!

Às vezes pensamos que estamos entre uma escolha A ou B, quando na verdade, podemos criar um caminho C, D ou quem sabe Z? Exercitar a criatividade nesses momentos nos faz encontrar uma nova solução, é gratificante!

E mais: independente de A, B ou Z, a solução que poderá resolver a vida de milhões de pessoas não pode nem estar no alfabeto 😉

Um abraço!
EQUIPE IMAGINE-ME

Gostou do texto? Então você precisa conhecer estes recursos criativos!