Imagine-me

Por que a Imagine-me existe?

Entendemos que cada um é capaz de desenvolver uma forma de pensar tão própria quanto a sua personalidade. Também consideramos que a criatividade é a melhor maneira de se realizar esse desenvolvimento e, acima de tudo, acreditamos muito na criatividade como um agente transformador! Por isso, desenvolvemos produtos que proporcionam experiências que estimulam a criatividade. Todos eles são baseados nos mesmos 3 pilares:

Acreditamos em um brincar pró-ativo, com brincadeiras que estimulem a criatividade e formas diferentes de aprender. Gostamos de instigar o pensar diferente e criativo através da surpresa e do inusitado. OBS: Para nós, brincar não é só para crianças 😉
O importante é expressar-se com liberdade e com autonomia. Seja através de desenho, pintura, massinha de modelar, sucata, ou o que você quiser! O importante é exercitar as suas habilidades de expressão para colocar, criativamente, um pouco de si na brincadeira.
Sozinho ou, melhor ainda, em grupo! Criar junto estimula a colaboração através de uma competição amigável, onde todos se ajudam. E esse processo é cheio de auto-conhecimento e de empatia!

Tudo começou com o propósito de levar uma atividade diferente, mais ativa e singular para as crianças. Percebemos que alguns brinquedos tornavam o brincar algo padronizado e passivo, e queríamos propor uma alternativa que permitisse aos pequenos estimular a sua imaginação e criatividade de maneira mais pró-ativa, criando seus próprios personagens e jeitos de brincar. Assim, surgiu o Imagine-me ZERO, o primeiro jogo da Imagine-me.

O Guilherme, o Pablo e o Henrique, os criadores da Imagine-me.

A história da imagine-me passou por uma campanha de financiamento coletivo no kickante, e aproveitramos esse espaço agradecer à todos os que nos ajudaram por lá.

Quem usa os jogos da imagine-me?

Os jogos da Imagine-me são para crianças de 4 a 100 anos.
Eles funcionam especialmente bem para:

Famílias têm momentos divertidos de interação e conexão verdadeira entre os pais e as crianças.
Professores e pedagogos usam os jogos para ludificar os conteúdos na sala de aula.
Profissionais como psicólogos e fonoaudiólogos aplicam os jogos como ferramentas de consultório na sua prática diária.

O que andam dizendo sobre nós

Olha só o que algumas pessoas já falaram sobre a imagine-me:

“ É um jogo muito divertido para interação entrepais e filhos e recupera as brincadeiras imaginativas que as crianças estavam acostumadas nos anos 80, antes da chegada do videogame”

Marcos Piangers
Comunicador, autor do livro “O papai é pop”
“Demos muita risada dos desenhos um do outro, legal como cada um faz de maneira diferente tendo os mesmos comandos”

Camila Simões
Mãe do Miguel (7 anos)

“Personagens que nos parecem feios, esquisitos, vilões, engraçados… Ou será que são apenas diferentes? O desenho é uma ferramenta incrível de explorar essas muitas possibilidades

Nara Thaís Guimarães
Psicóloga e arteterapeuta | CRP11/5730
“Ele ajuda a desenvolver uma habilidade que eu gosto muito de trabalhar com as crianças, que é o desenho infantil

Carol Ferraz
Educadora (@conversadequintal)