Histórias para crianças criativas e diferentes

criança diferente e criativa

Você já parou para pensar no papel que histórias para crianças tiveram (ou, ainda tem) na sua vida?

Certamente você se lembra de ter familiares ou educadores contando histórias para você, ou como você consumia histórias em quadrinhos, em séries de TV ou em livros! Histórias são tão presentes quem afinal, o que não é a própria cultura, se não uma grande história que nos contamos e reforçamos?

Histórias são tão importantes para nós, como sociedade, que não é um salto muito grande afirmar que histórias estão nada menos do que na base do que nos faz humanos.

Não é a toa, então, que um bom tanto de nosso aprendizado quando crianças é mediado por histórias. Afinal, histórias tem um papel essencial para o desenvolvimento infantil. Na educação infantil, ou mesmo na terapia infantil, livros de histórias são ferramentas fundamentais não só para desenvolver a leitura, mas para o desenvolvimento linguístico e cognitivo das crianças como um todo.

Os benefícios de histórias para crianças

Histórias infantis trazem diversos benefícios para as crianças. Olha só alguns deles:

histórias para crianças criativas

No texto de uma história, palavras desconhecidas aparecem dentro de um contexto que permite ampliar o vocabulário.

Parar para ouvir uma história ajuda a desenvolver a habilidade de atenção auditiva.

ouvindo histórias para crianças
histórias infantis

Lendo, desenvolvemos nossa empatia pois conseguimos “viver outras vidas“, que podem ser muito diferentes da nossa.

Histórias nos mostram como entender e organizar o mundo à nossa volta. Elas nos ajudam a criar nossos modelos mentais!

criança diferente e criativa

e assim por diante!

Aprendemos em torno de histórias: histórias contadas, inventadas, rimadas, criadas a partir de sequências de figuras, em texto, aúdio ou mesmo vídeo… Não importa o formato ou a mídia: todos os tipos nos comovem, sensibilizam e nos desenvolvem como indivíduos!

“Contar, ouvir e recontar histórias é a base do processo de aprendizagem.”

Rosângela Marostega
fonoaudióloga infantil

Onde encontrar histórias para contar para crianças?

Mas (e esse é um grande mas!), onde achar histórias interessantes? Nossa tradição, por exemplo, está cheia delas, mas o problema é que:

Problema 1

As histórias clássicas, como a dos 3 Porquinhos ou do Patinho Feio enjoam facilmente com o tempo.

Problema 2

As histórias tradicionais são atemporais, mas algumas carregam muitos preconceitos e visões defasadas das épocas em que foram criadas!

Problema 3

Histórias de filmes animados costumam ser extremamente formulaicas e entregam tudo pronto para a criança, sem muito espaço para a criatividade ou a imaginação!

Pensando nisso, separamos aqui 3 histórias criativas que, com toda a certeza, você não viu em lugar nenhum. São histórias diferentes das que você normalmente vê por aí, e você pode usá-las como histórias de ninar, como o tema para uma brincadeira artística de construir cenários ou personagens, ou mesmo só para entreter seus pequenos.

Preparado(a)? Então aqueça o gogó e …

Era uma vez...”


histórias para crianças 1

Uma história para contar para crianças:

Um ninja de museu

Durante a noite, dentro de um museu, reinava um silêncio absoluto. Em meio ao silêncio e à escuridão, uma figura quase passou despercebida: era um ninja, que furtivamente havia invadido o museu! Mas por qual motivo ele estava lá? Ele tinha ido roubar uma obra de arte valiosíssima, que o seu clã buscava recuperar.

Para conseguir tomar posse da obra de arte, o ninja fez uma série de ações completamente inesperadas, inclusive visitar o museu durante o dia, vestindo um traje de piloto de avião, para ver onde ficavam as câmeras de segurança. Após tomar posse da obra, o ninja rapidamente saiu do museu, e ao chegar em um lugar seguro, inesperadamente tentou quebrar a moldura do quadro! Ele insistiu, mas como estava muito difícil, o ninja apelou e deu uma super mordida no canto da moldura. Acredite ou não, foi assim que ele finalmente a quebrou.

De dentro da moldura, o ninja retirou uma chave. Segundo a lenda milenar contava, essa chave abriria o baú ancestral, que continha um portal para o santuário da Deusa Atena, na Grécia, local que era habitado pelos mais poderosos guerreiros que já existiram. Será que o ninja vai até lá sozinho?


histórias para crianças 2

Uma história para contar para crianças:

Um engano egípcio

Era noite de circo! A tenda, toda colorida, abrigava gente de todos os tipos e idades. Homens, mulheres, idosos e crianças, muitos até com seus animais de estimação junto! Apesar de toda essa diversidade, o que todos tinham em comum era o fascínio com o que acontecia, naquele exato momento, no picadeiro.

A múmia malabarista do circo, levitando no ar somente por um balão, fazia seu número de malabares no ar com tochas pegando fogo. Mas, a cada arremesso, as tochas jogadas no ar se aproximavam perigosamente do balão! A múmia, compenetrada no espetáculo como era, não percebia o perigo que corria. Como que em câmera lenta, todos na plateia prenderam a respiração enquanto observavam as tochas chegarem cada vez mais perto… e perto… e peeeeerrttooooo….. até que…. PUM! Com um estouro, ela começou a cair em direção ao chão!!!!!

Não deu tempo nem de piscar: logo depois só se ouviu um CATAPLOFT!!! “Oh não….” todos pensaram. Ao abrir os olhos, enquanto todos esperavam uma geleia de múmia no chão, se maravilharam ao descobrir que a múmia havia caído exatamente em cima do elefante! Que sorte, hein múmia? Mas melhor cuidar mais da próxima vez e jogar as tochas a uma distância segura, viu?


História para crianças 3

Uma história para contar para crianças:

Dolores, pipocas e um sonho

Estava calor – um dia perfeito para ir ao parque de diversões. Dolores, uma múmia que morava num sarcófago perto dali, decidiu dar um passeio e foi até o parque. Ela se encantou pelos balões que eram vendidos ali e comprou um. Amarrou em uma de suas tiras e achou bonito demais, decidiu comprar mais um. E mais um. E mais um!

Quando se deu por conta, por ter amarrado tantos balões nas suas tiras, ela estava voando! Tinha certeza que ia acabar beijando os céus! Começou a pedir ajuda e o pipoqueiro, vendo aquela cena, não pensou duas vezes: começou a atirar pipocas para estourar os balões. Demorou um pouco mas ele conseguiu trazer a múmia de volta para o chão, ufa! A múmia agradeceu muito a ajuda e perguntou se ela podia fazer algo por ele. O pipoqueiro comentou que o sonho dele era viajar e a múmia não teve dúvidas: deu de presente ao pipoqueiro alguns balões e amarrou todos na cintura dele. Ele começou a voar – desesperado pois não era bem o tipo de viagem que ele tinha imaginado – e a múmia saiu feliz e satisfeita por ter ‘atendido o desejo’ do seu salvador. O pipoqueiro acabou indo parar numa ilha onde ele descobriu dinossauros – mas isso fica para uma ouuuutra história…



Essas 3 histórias diferentes foram criadas com o jogo educativo Criaventura, da Imagine-me.

Que tal criar as suas também?

Você, pai ou mãe, conta pra gente: onde você busca as histórias que você conta para seus pequenos?

E você, terapeuta infantil, usa histórias como ferramenta terapêutica nos seus atendimentos?
Conta pra gente nos comentários.

Um abraço!
EQUIPE IMAGINE-ME